Plaza Sex Shop

Provavelmente você já se deparou com a palavra pompoarismo em algum lugar, não é mesmo? A técnica oriental – que surgiu na Índia há mais de 1.000 anos e foi aperfeiçoada no Japão e na Tailândia – conquista cada vez mais adeptos a fim de potencializar o prazer durante a relação sexual e melhorar a saúde.

De bolinha de gude à bola de pingue-pongue, cada tamanho e peça escolhida oferece uma proposta diferente para os exercícios de pompoar, cujo objetivo principal é fortalecer as musculaturas da vagina e do ânus, além de dar agilidade à pélvis.

Então, que tal ter a força da Mulher Maravilha lá embaixo? Com os exercícios de pompoarismo, a sensação de “super poder” se manifesta com poucas semanas de treinamento. Com paciência e determinação, os resultados alcançados irão mudar sua vida.

Entenda o Que é Pompoarismo
O que é pompoarismo? Nada mais é do que a contração e o relaxamento dos músculos vaginais e anais. O termo é derivado da filosofia tantra hindu, que ensina a expansão e a libertação do indivíduo. Ou seja, expanda seus horizontes, pratique o pompoarismo e sinta-se livre.

A técnica do pompoarismo foi criada para o fortalecimento dos músculos dos órgãos sexuais, tanto feminino quanto masculino. Só depois é que foi estendida aos músculos da região anal. Geralmente, as mulheres decidem pompoar para dar mais prazer ao parceiro. Já os homens, para manter a ereção e controlar a ejaculação por mais tempo.

No Brasil, a prática começou a ser realizada em meados dos anos 70 na indústria pornográfica. Nos anos 80 se popularizou, com o direcionamento para a saúde ginecológica e a estética vaginal. Apesar de sua origem ser relacionada ao prazer, só depois dos anos 90 é que a prática foi “descoberta” como potencializador da relação sexual.

Conheça o Pompoarismo Feminino
A arte feminina de pompoar possui significado: “sugar o pênis”. Isso não é à toa! O pompoarismo feminino começou com as gueixas e prostitutas orientais, que aprimoraram a técnica de massagear a genitália masculina para fidelizar clientes e amantes.

No Brasil, a febre dos cursos em fita de vídeo dos anos 90 – semelhante aos vídeos de ginástica caseira – espalhou o passo a passo de como fazer pompoarismo pelo país, levando mulheres de várias idades a começar a prática da “musculação da vagina” para dar prazer. Hoje, basta uma busca na internet para aprender o pompoarismo feminino.

Em casos de saúde, a atividade é indicada por ginecologistas às mulheres grávidas, mães recentes e idosas, com o objetivo de recuperar a firmeza da vagina e tratar disfunções do organismo e do assoalho pélvico.

A Prática do Pompoarismo Vaginal
Durante o pompoarismo vaginal, os exercícios trabalham os “três anéis da vagina”: primeiro, a entrada, a que possui a musculatura mais forte; segundo, o meio da vagina; e, terceiro, mais próximo ao colo do útero, onde a mulher não possui força nenhuma de controle sobre o músculo.

Para entender onde ficam os músculos, as profissionais da técnica apelidaram as áreas como “anéis vaginais” para que as mulheres conseguissem identificar onde fica cada parte que deve ser exercitada antes de aprender como fazer pompoarismo.

A técnica ganhou fama com as mulheres tailandesas pelas performances “diferentes” que realizam com a genitália. Curiosamente, a vagina mais forte do mundo é da russa Tatiana Kozhevnikova, que consegue erguer 14 quilos com a vagina. Uau!

As Sensações do Pompoarismo Vaginal
Além de sentir a musculatura da região pélvica ficar mais forte, o pompoarismo vaginal faz parte do bem-estar e autoconhecimento do corpo da mulher, além de elevar o desejo sexual, a autoestima e a confiança feminina.